Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Museu Militar Conde de Linhares

Publicado: Segunda, 27 de Novembro de 2017, 10h25 | Última atualização em Quarta, 07 de Dezembro de 2022, 10h13 | Acessos: 45409

FUNCIONAMENTO E LOCALIZAÇÃO

 

Exposições:

- Terça a domingo, inclusive feriados, das 10h às 17h.

 

Observações:

- Não é permitido fotografar ou filmar no interior dos Salões de Exposições, sem a autorização prévia do MMCL.

- Os portadores de deficiência intelectual e/ou mental e seus acompanhantes terão horário de visitação especial nos sábados das 9h às 10h, conforme estabelece a Lei 6.278 de 21 de novembro de 2017 da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

- Estacionamento gratuito durante o período de visitação.

 

ENTRADA FRANCA

 

Telefone: (21) 2589-9581

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Av. Pedro II, nº 383 - São Cristóvão - Rio de Janeiro/RJ

O Museu Militar Conde de Linhares, localizado no bairro de São Cristóvão, recebeu o seu nome em homenagem a D. Rodrigo de Souza Coutinho, o Conde de Linhares, político que acompanhou a transferência da Corte Portuguesa para o Brasil e aqui, como Ministro da Guerra e dos Negócios Estrangeiros, fundou a Academia Real Militar, o Jardim Botânico, o Arquivo Militar, a Biblioteca Nacional e a Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios.

 

Construído em 1921, em estilo eclético, o prédio do Museu abrigou, até 1996, o CPOR/RJ e depois o Comando da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada. O Museu Militar Conde de Linhares foi inaugurado em 12 de outubro de 1998 e abriga cinco Exposições Permanentes:

 

- Evolução do Armamento

- Casa da Força Expedicionária Brasileira (FEB)

- Sala Major Elza, com seu acervo pessoal

- Pátio dos Blindados, com viaturas e blindados antigos

- Sala de Miniaturas

 

As Exposições Permanentes, que fazem uma narrativa da História Militar desde o período colonial até os dias de hoje estão abertas à visitação. Possuem pista de acessibilidade, QR Code em suas vitrines e Pista Tato para aqueles com deficiência visual.

 

 

 

Exposições Permanentes

 

Salão do Armamento

Cada sociedade tem em sua cultura, características próprias, ocasionando reflexo nas armas por ela usadas. Nesta galeria, estão expostos armamentos utilizados desde a Idade da Pedra Lascada até equipamentos e armas do século XX.

 

 


Sala Major Elza

Neste espaço, homenageamos a Major Elza Cansanção Medeiros, a primeira enfermeira voluntária que integrou o 1º Escalão de Enfermeiras da Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a II Guerra Mundial. Estão exibidos objetos pessoais, bustos em bronze, além de um quadro com todas as enfermeiras brasileiras que também fizeram parte deste Escalão.

 


Sala das Miniaturas

Esta sala é dedicada à coleção de miniaturas de carros de combate, canhões, obuseiros, lançadores de foguetes e de mísseis, além de outros blindados utilizados no decorrer da História Militar.

 

 


Salão da FEB

Esta exposição mostra um pouco da rotina dos soldados brasileiros, conhecidos como ‘‘Pracinhas’’ no teatro de operações na Itália, durante a II Guerra Mundial, como também, diversos equipamentos, desde uniformes, capacetes até armas italianas e alemãs apreendidas na guerra. O visitante tem ainda a oportunidade de percorrer uma galeria que simula, por meio de efeitos especiais, um cenário de combate.


Salão Tropa em Marcha

Este espaço é destinado à mostra da evolução dos meios de transporte militar, indo do Tílburi, que pertencia ao General Osório até uma viatura atingida por vários disparos na Missão de Paz em Angola, na década de 1990, passando por Carros Cozinha, utilizados na década de 1930, além da carruagem que fez os translado dos restos mortais do Duque de Caxias, Patrono do Exército Brasileiro.


Pátio dos Blindados

Na área externa do Museu estão distribuídos carros de combate e peças de artilharia utilizados por diversas tropas em diferentes momentos da História Militar. Destaca-se o Canhão Ferroviário, a maior peça bélica do Museu, pesando 70 toneladas.

 

 


Administrador

Capitão R/1 Eliezer Guedes PEREIRA

registrado em:
Fim do conteúdo da página